Cidade

Faturamento industrial da ZFM cresce 10% em cinco meses

By  | 

No rastro do crescimento industrial do país nos primeiros cinco meses do ano, as empresas da Zona Franca de Manaus (ZFM) também comemoram faturamento de R$ 31,41 bilhões nesse período, um crescimento de 10%.

Comparado os ganhos do polo industrial na moeda americana, o faturamento é de quase 10 bilhões de dólares, maior 29% que igual período do ano passado.

Os dados foram divulgados nesta terça, dia 4, pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Para o superintendente da ZFM (Suframa), Appio Tolentino, os indicadores sinalizam crescimento real do faturamento das empresas, a interrupção na oscilação negativa registrada em 2016 e retomada de produção.

“Os números apresentam certa estabilidade, agora temos que empreender esforços para voltar a crescer”, disse.

Tolentino disse esperar que o aumento na aquisição de insumos represente mais contratações de mão de obra.

Mão de obra e setores

Boa notícia também na mão de obra das fábricas, que fechou maio com 1,46% a mais de trabalhadores que igual mesmo de 2016. O quadro operário hoje é de 84.055 trabalhadores, que é menor que o de abril, com 84.445.

A média de cinco meses deste ano é de 84.590, menos que em 2016: 85.670. Foram 12.420 admissões, contra 11.906 demissões. Ou seja, em cinco meses, o polo industrial da ZFM adicionou 514 trabalhadores.

O setor de eletroeletrônicos continua liderando o faturamento. Foram R$ 9,03 bilhões (US$ 2,89 bilhões), ou 28,75% do total da ZFM. Em seguida vêm bens de informática, com 20,61%; duas rodas, 14,05%; e químico, com 11,61%.

Os produtos top

O monitor de LCD para informática foi o mais vendido em maio, com 1.132,54% de participação no faturamento, seguido pelo condensador para ar split system, 602,02%.

No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, os dez principais produtos fabricados na ZFM foram:

TV com tela de cristal líquido (US$ 1.82 bilhão e R$ 5,72 bilhões);

Telefone celular (US$ 1.18 bilhão e R$ 3,74 bilhões);

Motocicleta, motoneta e ciclomotores (US$ 1.09 bilhão e R$ 3,45 bilhões);

Condicionador de ar do tipo split system (US$ 324.2 milhões e R$ 1,02 bilhões);

Placa de circuito montada para uso em informática (US$ 193.5 milhões e R$ 610,5 milhões);

Relógio de pulso e de bolso (US$ 162,3 milhões e R$ 512,6 milhões);

Forno micro-ondas (US$ 158.7 milhões e R$ 499,4 milhões);

Receptor de sinal de televisão (US$ 154.3 milhões e R$ 485,5 milhões);

Autorrádio e aparelhos reprodutores de áudio (US$ 98.02 milhões e R$ 308,4 milhões); e

Rádio aparelho reprodutor gravador de áudio não portátil inclusive toca-discos a laser (US$ 65.4 milhões e R$ 205,6 milhões)

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>