Política

Suspeitos de roubo em condomínio de luxo são presos em Manaus

By  | 

Os suspeitos de terem roubado uma casa em um condomínio de luxo e fazer a família refém na sexta-feira (24) foram presos no domingo (26), em Manaus. Uma ex-empregada doméstica passou informações sobre os pertences da família e como entrar na casa. Parte das joias e dinheiro roubados foram recuperados.

No dia do roubo, Erik Carlos Pinto Maklouf, de 40 anos, e Heverton Rocha de Souza, de 29, amarraram os pais, os dois filhos e a empregada da casa para pegar os pertences. As vítimas relataram que os dois foram agressivos e apontavam as armas para a cabeça deles durante todo o roubo. As informações sobre a família foram passadas por Orilene da Cruz Ribeiro, 27, companheira de Erik.

Parte das joias roubadas foram recuperadas (Foto: Suelen Gonçalves)

Parte das joias roubadas foram recuperadas (Foto: Suelen Gonçalves)

A dupla saiu no carro da família, um veículo modelo Spin, abandonado logo em seguida. Tiago Oliveira da Silva, de 28 anos, aguardava os comparsas em um carro modelo Gol, de cor vermelha, para a fuga. Uma motocicleta roubada e com placa clonada também foi usada na fuga. Os dois veículos foram apreendidos pela polícia.

Heverton e esposa dele, Simone Nascimento Monteiro, de 32 anos, foram presos na manhã de domingo, no centro da cidade. Tiago, foi localizado no bairro Compensa, na Zona Oeste, e Erik e Orilene foram detidos na casa deles, no bairro Colônia Antônio Aleixo, na Zona Leste, na manhã desta segunda-feira (27).

Em coletiva de imprensa, eles não quiseram falar sobre as acusações. Orilene, Erik, Heverton e Tiago foram indiciados por roubo majorado e associação criminosa. Simone foi autuada em flagrante por receptação qualificada. Os objetos e dinheiro encontrados foram levados para a Delegacia Especializada em Roubo e Furtos de Veículos (DERFV) e serão devolvidos às vítimas.

Segundo o delegado Péricles Nascimento, titular da DERFV, outras duas casas foram roubadas pelo grupo na última semana. “É uma quadrilha especializada nesse tipo de roubo, agem sempre do mesmo jeito, fazendo a família refém, amarrando as vítimas e saindo do condomínio, da casa, no veículo na família para não chamar atenção”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>