Cidade

Prefeitura de Manaus se manifesta sobre “denúncias” de palestrante

By  | 

Vinte e quatro horas após ser envolvida numa polêmica de que estaria cobrando propina para liberar a palestra do professor de biologia Paulo Jubilut em Manaus, a prefeitura postou na página oficial do especialista no Facebook uma mensagem se colocando à disposição para esclarecer o fato.

Conforme a nota, a Prefeitura de Manaus pede ao professor Jubilut que formalize uma denúncia na Controladoria-Geral do Município (PGM) ou no gabinete da Casa Civil para que possa realizar as investigações necessárias e que as medidas administrativas e legais sejam tomadas.

Ainda na mensagem, a prefeitura frisa a importância de se esclarecer os fatos, haja vista o impacto que informações negativas possam causar na imagem institucional da entidade.

Na segunda-feira, 7, ao responder um questionamento de uma seguidora da sua página no Facebook de quando viria a Manaus realizar uma palestra sobre biologia, o professor foi curto e grosso: não viria porque a prefeitura havia cobrado propina para liberar o evento e, que, por conta disso, havia cancelado sua vinda para a capital.

Confira o conteúdo da nota:

“Em virtude das denúncias feitas nas redes sociais pelo Professor Jubilut, assinalando que não realizará palestras em Manaus por conta de condutas antiprofissionais de servidores do Executivo Municipal, a Prefeitura de Manaus esclarece que: não corrobora com atitudes isoladas que comprometam o nome da cidade de Manaus, assim como também discorda de acusações irresponsáveis afirmando que essa prática é regra na instituição.

A Controladoria Geral do Município e a Casa Civil, até o momento, não receberam qualquer denúncia em relação ao fato, entretanto já pediram que uma investigação preliminar seja feita para que os fatos comecem a ser apurados com a maior transparência possível. Acerca das denúncias, a Prefeitura de Manaus, esclarece, ainda, que o Professor Jubilut não entrou em contato pelos canais oficiais para esclarecer ou relatar qualquer tipo de conduta irregular.

Exceções de conduta criminosas por parte de servidores serão punidas com rigores administrativos e judiciais. Porém, todas as acusações levantadas contra a administração pública e não embasadas em provas substanciais serão questionadas nas esferas cabíveis.

 

Quaisquer denúncias em relação à Prefeitura de Manaus podem ser feitas através dos e-mails institucionais casa.civil@pmm.am.gov.br e ouvidoria@pmm.am.gov.br ou pelo telefone 0800 0920111.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *